Se os filhos do poder fossem Queer? Descubra em Vermelho, Branco e Sangue Azul

499
Foto: Divulgação / Prime Video

Taylor Zakhar Perez e Nicholas Galitzine protagonizam comédia romântica LGBTQIA+ do Prime Vídeo

O que aconteceria se os filhos do poder fossem queer? Essa intrigante provocação nos convida a refletir sobre a quebra de padrões e o crescente protagonismo da representatividade LGBTQIA+ em “Vermelho, Branco e Sangue Azul” (Red, White & Royal Blue), uma comédia romântica que promete cativar o público. Adaptado do romance de Casey McQuiston, o filme, produzido pelo Prime Video, nos presenteia com uma história de amor que desafia as normas estabelecidas de gênero e sexualidade.

Com adaptação e direção de Matthew López, vencedor do Tony Award e conhecido por seu trabalho na peça “The Inheritance”, a película conta com um elenco talentoso. Taylor Zakhar Perez interpreta Alex Claremont-Diaz, filho da presidente dos Estados Unidos, vivida por Uma Thurman, enquanto Nicholas Galitzine assume o papel do príncipe Henry da Grã-Bretanha, terceiro na linha sucessão ao trono inglês. A produção também apresenta Ellie Bamber como Princesa Bea, Malcolm Atobrah como Percy Okonjo e Rachel Hilson como Nora Holleran.

A sinopse oficial do filme nos transporta para a vida de Alex e Henry, dois jovens com uma aparência deslumbrante, carisma inegável e popularidade internacional, mas que nutrem um completo desprezo um pelo outro. No entanto, quando um incidente desastroso e amplamente divulgado em um evento real se torna alvo da mídia, suas famílias e assessores os forçam a uma trégua encenada, visando evitar um atrito entre os Estados Unidos e o Reino Unido em um momento crítico. O que eles não esperavam é que essa trégua forçada pudesse dar lugar a uma amizade tímida e desencadear sentimentos mais profundos do que jamais imaginaram.

“Vermelho, Branco e Sangue Azul” nos convida a questionar as normas estabelecidas e a imaginar um mundo em que o poder não seja limitado por expectativas preestabelecidas. É uma oportunidade de celebrar a diversidade, a quebra de estereótipos e a representatividade LGBTQIA+ em um contexto tão emblemático como a realeza ou a alta política mundial.

Mas chega de spoilers! Marque na agenda: “Vermelho, Branco e Sangue Azul” estreia no Amazon Prime Video em 11 de agosto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here